quarta-feira, 1 de abril de 2015

Página falsa

A minha relação com o facebook foi sempre algo distante. Nunca criámos uma amizade profunda, nem partilhei com ele grandes intimidades. Nunca lhe mostrei fotos das iguarias que ingiro diariamente (ninguém ia gostar de ver a quantidade de pacotes bolachas que são comidos à noite, no sofá), nem lhe mostrei os pés enterrados na areia do algarve, nem os jarros de sangria por essas esplanadas fora. Não. A nossa relação até teve por base conseguir controlar a conta dos meus filhos. Mas a verdade, é que não controlamos nada. Por muitos conselhos e regras que coloquemos, não há forma de controle total. Porque as fotos de capa são sempre públicas, porque os amigos se multiplicam, mesmo que só se conheçam de vista. 
Mas, os miúdos também foram crescendo, e a sangria desatada de ir a toda a hora ao facebook, foi substituída pela sangria desatada do instagram. Vai daí, a minha relação com o facebook ficou mais distante ainda.
Foi ontem, que através de um amigo da minha miúda,  descobri existir uma página falsa, com fotos dela, e o mesmo nome. As fotos, todas as que ela tinha usado como capa. 
Abri uma a uma, e constatei a popularidade desta miúda, que é a minha, mas não é a minha. Milhares de likes em todas as fotos, contra as poucas centenas da miúda que é a minha, a original. 
Dezenas de comentários, todos tão abonatórios, relativamente à sua beleza  e aos seus olhos  e outros tantos de revolver as entranhas a uma mãe (que lhe faziam e lhe aconteciam?), que vê exposta a sua miúda, nas mãos de uma outra miúda (falsa). 

A situação resolvi em três minutos apenas. Denunciei, e num ápice a página foi eliminada. E aqui, dou a mão à palmatória. Os gajos do face, foram rápidos e eficientes (com tamanha rapidez, julgo que nem tiveram tempo de averiguar, como me disseram que iam fazer. Deram o acto como consumado, e ponto. Finito. A miúda falsa, e os seus milhares de likes, esfumaram-se). 

O amigo da minha miúda, que descobriu a página falsa, disse apenas que a conclusão a que chegava era que a outra devia ser feia.
A minha miúda, apagou as fotos de capa (que eram públicas), disse que já nem ligava muito ao face, e como tal, assunto encerrado.
Eu acho que embora avisemos constantemente dos perigos, eles não têm noção real.

6 comentários:

  1. O problema está no ser humano,não no Face...

    ResponderEliminar
  2. Isso é mau e olha que já vi isso acontecer com duas miúdas filhas de amigas. No fundo é um roubo de identidade e sabe-se lá o que podem fazer com as fotos. Como controlar este mundo maluco? Uma preocupação é o que é :)

    ResponderEliminar
  3. Eu não tenho filhos mas trabalho com jovens e vejo bem os problemas em que se metem por causa do facebook e da má utilização que fazem dele. Acho que é uma arma muito perigosa nas mãos de quem não sabe usar e infelizmente os miúdos usam o face com muito pouca responsabilidade, mesmo que sejam avisados mil e uma vezes. O que tem de bom é essa possibilidade de denunciar, de bloquear pessoas e de travar aquilo que podem ser conteúdos abusivos.

    ResponderEliminar
  4. Esta foto é da minha miúda, sim. Linda, não é? ;)

    ResponderEliminar